Arabic AR Chinese (Simplified) ZH-CN English EN French FR German DE Italian IT Portuguese PT Spanish ES

PORTUGUÊS NO BAHRAIN A VENCER EQUIPAS DA JORDÂNIA E DA SÍRIA

«Olá mais uma vez, caros leitores do Maisfutebol,

Como referi na primeira crónica, estou como treinador-adjunto no Al Hidd Club, equipa que garantiu a qualificação para a Taça da Ásia (AFC Cup), o equivalente à Liga Europa, e que foi convidada para a Liga dos Campeões da Ásia devido a problemas burocráticos com o atual campeão do Bahrain.

A 2 de fevereiro, fizemos a nossa estreia na Liga dos Campeões da Ásia (AFC Champions) e conseguimos vencer fora de casa a forte equipa Shabab Al Ordon da Jordânia, após prolongamento: 1-3. Porém, no dia 8, defrontámos o atual 1º classificado da Liga do Qatar, Lekhwiya FC, que na altura tinha sete pontos de avanço sobre o segundo.

Era um adversário muito forte, com um orçamento muito superior ao nosso. Basta dizer que tem no seu plantel o jogador mais bem pago da Liga do Qatar. Se em janeiro o Lucho González saiu do FC Porto e foi para o penúltimo classificado dessa Liga para ganhar 4,5 milhões de euros em 15 meses, segundo a imprensa, imaginem quanto não ganham os jogadores do Lekwiya FC.

Apesar das enormes diferenças orçamentais entre os clubes, dentro do campo tivemos uma prestação honrosa e que nos muito orgulhou. Era uma eliminatória com um só jogo e no campo do adversário. Mesmo assim, discutimos o apuramento até ao último segundo.

Perdemos por 2-1, com um dos golos do Lekwiya a ser apontado por um central nosso (num momento de infelicidade), mas deixámos uma boa imagem. Com um pouco mais de sorte, podia ter sido o David a derrubar o forte Golias.

Saíamos da Liga dos Campeões da Ásia e começámos a disputar entretanto a Taça da Ásia, equivalente à Liga Europa. O primeiro jogo foi a 26 de fevereiro, frente ao atual primeiro classificado do campeonato da Síria: o Wahda Damascus.

Mesmo perante as dificuldades, fizemos história no clube e conseguimos vencer por 3-1. O jogo ficou marcado por uma forte onda de coesão no grupo. Já com a equipa em estágio no hotel, recebemos a triste notícia de que o pai do nosso capitão de equipa tinha falecido.

No dia seguinte, de manhã, todos os elementos da equipa estiveram presentes no funeral. E, no final do jogo, o grupo dedicou a vitória ao seu capitão.

A 12 de março vamos disputar a 2ª jornada da AFC Cup, no Kuwait. O nosso adversário será o Oadisiya Sporting Club, o líder do campeonato local. Em 17 jogos, tem 13 vitórias e 4 empates. Adivinha-se um jogo muito difícil, perante uma equipa forte e uma das favoritas a vencer o nosso grupo, juntamente com o Shorta Baghdad do Iraque.Neste momento estamos em primeiro lugar do grupo.

No campeonato do Bahrain, ainda só perdemos uma vez e estamos no 3º lugar, tendo o melhor ataque da prova. A equipa do Rei (Riffa) lidera e tem mais 4 pontos que o Al Hidd Club, mas ainda tem um jogo em atraso frente a nós.Para já estou muito satisfeito pois consegui já realizar dois sonhos de qualquer treinador no continente asiático: participar numa AFC Champions (Liga dos Campeões) e numa AFC Cup (equivalente à Liga Europa).

Voltarei em breve com mais novidades,

Com os melhores cumprimentos,

Bernardo Tavares»

Leia aqui a notícia no Mais Futebol.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Scroll to Top